Após Kevin Spacey ser acusado de assédio em 1986 pelo também ator Anthony Rapp, com 14 anos na época, outras 8 pessoas – todas da produção da série House of Cards – também o acusam de assédio sexual. De acordo com a CNN, o comportamento de Spacey incluía comentários rudes e contato físico sem consentimento, todos direcionados à homens jovens da equipe.

Segundo matéria, um antigo assistente de produção da série que é produzida pela Netflix relatou que, em uma determinada ocasião em que levava Spacey de carro para o set, o ator surpreendeu ao colocar a mão dentro da calça dele, sem consentimento algum. Apesar de não querer descrever o que aconteceu em seguida, com medo de ser identificado, ele afirmou:

“Fiquei em choque. Ele era um homem em uma posição poderosa na série e eu era alguém muito pequeno na cadeia alimentar lá”

O pior de tudo foi quando ele reclamou, afirmando não se sentir confortável e o ator teria ficado “visivelmente irritado”. O assistente então resolveu levar a reclamação ao seu supervisor, que não pôde fazer nada, mas para tentar solucionar o problema, não os deixaram mais a sós. Contudo, outro membro da produção disse que Kevin Spacey o tocava de jeitos diferentes:

“Ele vinha e massageava meus ombros ou me abraçava ou tocava na minha barriga de modos estranhos que não seriam apropriados em conversas cotidianas. Essa é a pior parte. Adoraria poder falar dessas coisas abertamente, sem sentir medo.”

Kevin, que não quis comentar a matéria, teve sua série da Netflix cancelada após o bombardeio de denúncias.