Fonte: Tribuna do Norte

A partir do dia 1º de julho, a Azul Linhas Aéreas irá operar mais um voo ligando Natal a Campinas, em São Paulo.  O voo será diário, partindo de Campinas para Natal às 23h15 e fazendo o caminho de volta às 03h25. Outras duas rotas da companhia para o Nordeste também se tornarão regulares: Aracaju/Campinas e João Pessoa/Campinas. As passagens para os novos voos da Azul já estão à venda em todos os canais oficiais da companhia. Todos os mercados serão cumpridos com as aeronaves modelo Airbus A320neo, que têm capacidade para transportar até 174 passageiros.
 
A expansão da operação da Azul Linhas Aéreas no Rio Grande do Norte atende acordo firmado entre o Governo do Estado e as companhias aéreas nacionais que exploram o mercado para redução do ICMS que incide sobre o querosene de aviação. Quanto mais novas operações, maior o desconto concedido. A medida visa reacender a movimentação de passageiros no Aeroporto Int. Gov. Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante.

Projetado para transportar mais de 10 milhões de passageiros por ano, o terminal aeroportuário, não atingiu, cinco anos e meio após o início da sua operacionalização, a estimativa estabelecida pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), no início da década passada. Na contramão dessa perspectiva, o aeroporto citado, o primeiro concedido à iniciativa privada no Brasil, acumula queda na movimentação de aeronaves e passageiros. De 2015 para 2019, o volume de passageiros transportados caiu 9,81% e o de movimentação de aeronaves, 21,08%. Os dados foram tabulados pela TRIBUNA DO NORTE a partir de pesquisas no portal do Aeroporto de Natal na internet, conforme reportagem especial publicada em janeiro deste ano.

No período em destaque, o terminal aeroviário perdeu, em números absolutos, 253.630 passageiros. Deixaram de pousar e decolar, no Aeroporto de Natal, nos cinco anos, 4.771 aeronaves. O pico de movimentação de passageiros no terminal foi registrado em 2015: 2.584.355.