Fonte: G1

Cerca de 23 toneladas de lixo sólido indevido são despejados em média por mês no sistema de esgotos de Natal. Os dados são da Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte (Caern).

Segundo a Companhia, os materiais mais encontrados são óleo de cozinha, copos descartáveis, sacos plásticos, garrafas pet, absorventes e preservativos. E a maioria é proveniente de redes domésticas.

A companhia frisou ainda que essa quantidade de lixo sólido pode chegar até a 50 toneladas em alguns meses em função de ligações indevidas de água de chuva na rede de esgotos. “Em período de inverno, o número de lixo encontrado pode chegar a triplicar, em função dessas ligações clandestinas de água de chuva na rede de esgotos. Isto porque a chuva naturalmente arrasta entulhos e lixo em geral da via, além de areia e outros materiais. Tudo isso acaba indo para a rede de esgotos, que tem uma dimensão menor”, explica Maiara Pereira, técnica em controle ambiental da Caern.

A Caern alerta que esses descartes indevidos de material na rede de esgoto ocasionam obstruções e podem acarretar transbordamentos para a via ou até para dentro dos imóveis, trazendo riscos à saúde da população, além de prejuízos materiais. Isso porque elas são planejadas para receber somente água e dejetos humanos.