Ele é bilionário, dono de grandes empresas, e promete que em poucos anos vamos começar a colonizar Marte. Esse cara seria um louco, ou um gênio?

 

Elon Musk veio ao mundo em 28 de junho de 1971, é filho de pai sul-africano e mãe canadense, nasceu em Pretória capital da África do Sul, e é formado em Economia e Física pela Universidade da Pensilvânia. Mas afinal, o que esse cara tem de tão interessante?

 

Ele é conhecido como o Homem de Ferro da vida real, não por apenas ser bilionário e ter namorado várias mulheres famosas, mas sim pelas suas ideias inovadoras e seus planos ousados para o futuro.

 

A história de Musk começaria após a venda da sua primeira empresa – a ZIP2 – onde ficou com 7% do valor total da venda, rendendo a ele algo em torno de 22 milhões de dólares. No mesmo ano ele iniciaria sua nova empresa, criando algo que revolucionaria a forma de pagamento e transferência de dinheiro no mundo, a famosa PayPal que conhecemos hoje.  A empresa foi comprada pelo eBay por 1,5 bilhões, e Musk recebeu 180 milhões por sua fatia da companhia. Com muito dinheiro no bolso e apenas 31 anos de idade, Musk já poderia viver tranquilo e passar o resto da vida sem trabalhar, mas isso não estava nos planos dele.

 

O mais legal da trajetória do Musk – que vamos ver mais a frente – é ver que ele além de satisfazer seus objetivos pessoais ele queria transformar o mundo em que vivemos em algo melhor. No mesmo ano em que vendeu a PayPal ele decide investir seu tempo e  sua grana em algo que realmente satisfaça seus ideais e que provocasse mudanças significativas no mundo, com esse desejo ele fundou a SpaceX, uma empresa de engenharia espacial que segundo o magnata seria protagonista na colonização de Marte. Segundo Elon Musk, até 2060 se espera ter 1 milhão de pessoas habitando no planeta vermelho.

 

Se você achou meio exagerado vai conseguir entender melhor assistindo esse vídeo, onde mostra o foguete BRF (conhecido como Big Fucking Rocket, ou Big Falcon Rocket) que promete tornar viagens pela Terra mais rápidas.

 

 

Musk não quer transformar o mundo só com foguetes de alta tecnologia que nos levem a marte ou nos façam atravessar a Terra em poucos segundos, em 2004 ele se junta a Tesla Motors, uma empresa que ainda estava em fase crescimento e que em pouco tempo mudaria totalmente as perspectivas sobre automóveis elétricos. Hoje a Tesla é uma das empresas mais valiosas do mundo e pioneira nesse ramo de carros movidos a eletricidade.

 

A Tesla foi capaz de desenvolver um carro de alta performance, com um design incrível, tão bom quanto qualquer outro carro movido a um combustível fóssil. Conheça o Roadster.

 

 

Além de revolucionar o sistema de pagamento e transferência de dinheiro, fundar uma empresa privada de engenharia espacial com objetivos ousados, e desenvolver uma linha de carros totalmente sustentável, Elon Musk está por trás de outras grandes empresas que já causam um grande impacto no mundo, como a Neuralink. A ideia da Neuralink é criar um sistema operacional que se acople ao cérebro através de minúsculos eletrodos, permitindo a comunicação intercerebral. É isso mesmo, Musk também quer que nós nos tornemos telepatas hiper-conectados.

 

Além da Tesla, SpaceX e Neuralink, o grande entusiasta do século XX/XXI está por trás de outras grandes empresas como Hyperloop, Gigafactory, SolarBeam, OpenAI e The Boring Company.

 

Já vimos que, para Musk o céu não é o limite, e nem mesmo o chão. Com a The Boring Company ele deseja implementar uma forma de melhorar a qualidade de vida das pessoas otimizando nosso tempo através de túneis onde pudéssemos trafegar com os nossos veículos.  Assista abaixo como funcionaria.

 

 

Elon Musk é um cara brilhante, ele protagonizou muitas mudanças, e mesmo que essas coisas fossem inevitáveis de acontecer, ele diminuiu bastante a distância entre nós e um futuro inovador. Que possamos usar sua história como inspiração e encontrar novas maneiras de transformar nosso mundo em um lugar melhor. De qualquer forma, aguardamos ansiosamente pelos próximos avanços na tecnologia que Elon Musk possa nos levar.