Fonte: G1

Os serviços de telecomunicações lideraram o ranking de reclamações de consumidores em 2018. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (15) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Os números englobam as duas principais bases de dados de reclamações de consumo no país: o Sindec, que reúne informações dos Procons de todo o país, e a plataforma online consumidor.gov.br.

Nos Procons de todo o país, foram 460 mil reclamações sobre telefonia celular e fixa – além disso, quatro das cinco empresas mais acionadas pelos Procons são de serviços de telecomunicações.

No consumidor.gov.br, mais de 40% das reclamações finalizadas pela plataforma foram contra serviços das operadoras.

Queixa nos Procons

O Sindec (Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor) integra os Procons dos 26 estados do país, do Distrito Federal e de 560 municípios. No total, foram mais de 2,2 milhões de atendimentos em 2018, entre reclamações, denúncias e consultas.

O assunto mais demandado foi telefonia celular, seguido de telefonia fixa e cartão de crédito.