Pint Of Science acontece em Natal até a próxima quarta-feira — Foto: Wallacy Medeiros

Fonte: G1 RN

O festival internacional Pint Of Science vai acontecer pelo terceiro ano seguido em Natal a partir desta segunda-feira (20) até a quarta (22), sempre às 19h. O evento promove a divulgação de trabalhos científicos em três bares da cidade de uma forma leve, com o objetivo de aproximar o conteúdo do público (clique AQUI para conferir a programação completa).

O Pint Of Science tem a intenção de levar temas relevantes para a sociedade a bares da cidade, discutindo a ciência de forma descontraída, mas buscando manter a credibilidade das pesquisas. O evento ocorre no Brasil e em outros 24 países na mesma data.

O festival acontece em Natal desde 2017. Neste ano a organização ficou por conta das professoras Janine Rossato, do Departamento de Fisiologia (DFS), Mahayana Godoy, do Departamento de Letras (LET), e Marjory Costa-Abreu, do Departamento de Informática e Matemática Aplicada (DIMap), além das pesquisadoras do Instituto do Cérebro (ICe) Andressa Radiske e Carolina González, todas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

A ideia do projeto é compartilhar as pesquisas sem intermediários e com a possibilidade de usar um linguagem mais popular, num ambiente informal e mais interativo. “É importante mostrar às pessoas que não participam da academia o que é feito na universidade e a potencial relevância desse trabalho na vida cotidiana. Realizar esse evento em locais descontraídos possibilita uma maior interação da comunidade com o ambiente acadêmico”, afirma Janine Rossato.

A programação aborda temas como inteligência artificial, linguagem, medicina, mudanças climáticas, meio ambiente, atividades econômicas alternativas, demografia, preservação da memória (museus) e psicobiologia.

Como surgiu

Em 2012, quando os pesquisadores Michael Motskin e Praveen Paul, do Imperial College London, na Inglaterra, abriram as portas dos seus laboratórios e realizaram um encontro com pesquisadores em que pessoas com Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla foram convidadas e puderam conhecer as pesquisas ali realizadas. No ano seguinte, os pesquisadores fizeram o caminho inverso, apresentaram seus trabalhos fora da academia e assim nasceu o festival Pint Of Science.